Embaixada de Portugal na Colômbia

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Cantora Susana Travassos esgota teatro de Medellin

acc ecard susanaSusana Travassos esgotou ontem, o Auditório Fundadores, da Universidade EAFIT de Medelin, Colômbia, num concerto muito aplaudido pelo público presente, em que a cantora algarvia fez um percurso desde o fado aos grandes êxitos do seu CD Tejo Tiété, uma parceria com o violonista brasileiro Chico Saraiva, passando pelos novos temas do seu próximo trabalho, Asas de Água.

O concerto esteve integrado no programa Primavera Musical, organizado por aquela universidade, que reúne, para além de Susana Travassos, representantes de África, Chile, Espanha e, naturalmente, da Colômbia.

(...)

Susana Travassos, que passa grande parte do ano no Brasil, onde está fazer uma carreira muito apreciada e acarinhada, iniciou, com este concerto, uma digressão pela a América Latina, que a irá levar, entre outros lugares, a Buenos Aires e a Montevideu , Uruguai, onde participa na semana cultural portuguesa, em abril,  ao lado do artista plástico Alexandre Farto e do escritor Valter Hugo Mãe.

Nesta sua digressão por terras sul americanas, Susana Travassos é acompanhada por Ricardo Araújo na guitarra portuguesa e Michi Ruzitschka na viola.

Em fase de lançamento a cantora algarvia tem um novo trabalho, com lançamento anunciado para maio próximo, com concertos já agendados para o Algarve, Espanha e França, intitulado «Asas de água», que consubstancia o seu percurso notável de busca de experiências, trocas culturais e reconhecimento internacional feito ao longo dos seus 7 anos de carreira.

Como ela própria define, «Asas de água» é esse estado de busca interna e externa, de descobrir o mundo e descobrir-se a si mesma, podendo assumir todos os estados, do líquido ao gasoso… Uma viagem que se faz pelo mar e pelo céu para poder um dia regressar à própria terra. “

Enquanto não chega o reconhecimento nacional, Susana Travassos vai conquistando outros mundos, com aquele espírito indomável que caracterizou os nossos descobridores e, depois do Brasil, é agora o público de Medelin a ficar rendido ao seu talento.

Dela diz a grande compositora brasileira Ana Terra, “ao assistir e ouvir Susana cantar, senti uma forma avassaladora de força e doçura combinadas. Como se ela tão jovem, carregasse a ancestralidade de todas as mulheres do mundo” e o poeta e compositor português Tiago Torres da Silva, diz que “a própria alma de Susana parece que se agiganta quando canta e que ela serve a canção, não a vaidade de ser cantora.»

 
Artigo publicado AQUI

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail